Quanto custa morrer em São Paulo?

Saiba quanto custa morrer em São Paulo, a Cidade mais populosa do Brasil.

Sabemos que não é fácil conversar sobre a morte, pois para muitos, esse assunto ainda é um tabu. Infelizmente, muitas famílias acabam aprendendo a lidar com os processos funerários no momento mais triste da vida, o luto. Por isso, o assunto é extremamente necessário.

Quando falamos em funeral, logo pensamos no caixão e sepultamento, mas o que a maioria das pessoas não sabe é que os gastos vão muito além disso. Preparar-se financeiramente é a melhor maneira de prevenir-se contra valores abusivos em um momento tão delicado.

Após o falecimento de um ente querido, é necessário correr atrás de todos os processos burocráticos e financeiros, como: as documentações, urna mortuária, transporte e preparação do corpo, sala de velório, flores, decoração, cerimonial, sepultamento e cremação (se for da vontade do falecido).

Qual é o valor de um funeral na cidade de São Paulo?

Na Cidade de São Paulo os preços oscilam dependendo da região, mas em média, os paulistanos costumam gastar cerca de R$ 800,00 (funeral simples) a R$ 20.000,00 (funeral completo).

Tudo irá depender do gosto dos familiares na escolha da urna mortuária (caixão), decoração, véu, sala de velório, velas, entre outros itens.

Segundo a prefeitura de São Paulo, se o falecido optou pela cremação, os valores variam em torno de R$ 205,00 a R$ 2.190,00. Já para os crematórios particulares, esse valor pode chegar até R$ 6.500,00.

Recursos de gratuidade na cidade de São Paulo 

Na Cidade de São Paulo, a Lei 11.083/91, concede a gratuidade do sepultamento e dos meios e procedimentos a ele necessários às pessoas de baixa renda, que não tenham condições de pagar as despesas de funeral. Nesse caso, o solicitante do serviço deverá preencher um atestado de responsabilidade dizendo que não tem condições de arcar com os custos. 

Vale lembrar que os únicos cemitérios disponíveis pela Prefeitura de São Paulo são: Cemitério Dom Bosco, Vila Formosa e São Luiz.

Já para os doadores de órgãos, a Lei 11.479/94, regulamentada pelo Decreto 35.198/95, estabelece que se o falecido for um doador de órgão para fins de transplante médico, poderá usufruir da dispensa de pagamento de taxas, emolumentos e tarifas, conforme especifica a legislação citada.

A gratuidade inclui a urna mortuária (caixão), velório, transporte do corpo e o sepultamento. Será necessário a apresentação do comprovante de doação de órgãos. 

Se os familiares optarem pela cremação ou sepultamento em cemitério particular, a gratuidade será parcial. 

Qual é a importância de contratar um Plano funerário? 

O plano funerário é um ótimo aliado no momento mais difícil da vida, que é a perda de alguém especial. Através dele, você e sua família estarão amparados em todo processo burocrático e financeiro, evitando assim, desgastes emocionais e gastos abusivos em um momento extremamente delicado.

O Plano Funerário NET BR se preocupa com o bem-estar da família, por isso, oferece os melhores planos de assistência funerária, com os menores preços do mercado.

Entre em contato conosco agora, através dos telefones:
WhatsApp: (11) 99008-3670 / Telefone: (11) 2528-8014

e-mail: contato@planofunerario.net.br

Veja mais notícias em nosso site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *